• Natália Ribeiro

Treinamento e Desenvolvimento: educação corporativa

O aprimoramento dos talentos faz parte da estratégia da organização. Pois ela, além de trazer uma alta produtividade, traz consigo a satisfação e realização do seu quadro de pessoal, consequentemente aumentando a autoestima e a qualidade de vida dentro e fora do trabalho.


A contínua preparação das pessoas garante um futuro melhor tanto para a empresa como para o próprio empregado, pois sua capacitação lhe serve para obter e garantir a empregabilidade dentro ou fora da empresa. Temos que entender que os programas de treinamento e desenvolvimento são verdadeiros laboratórios de preparação, em que as pessoas são envolvidas em um ambiente de aprendizagem contínuo, um entorno completo de crescimento pessoal e profissional.


Daft (1999, p. 114) afirma que “se a crise de liderança for resolvida obtém-se uma forte liderança e a organização começa a desenvolver metas claras.”

Para melhor compreender o papel do treinamento, analisemos o conceito segundo Chiavenato (2003, p. 29):

Treinamento é a educação, institucionalizada ou não, que visa adaptar a pessoa para o exercício de determinada função ou para a execução de tarefas específicas, em determinada organização. Seus objetivos são mais restritos e imediatos, visando dar às pessoas os elementos essenciais para o exercício de um presente cargo, preparando-a adequadamente. É dado nas organizações ou em firmas especializadas em treinamento. Nas empresas, é delegado geralmente ao nível do chefe imediato da pessoa com a qual ela está trabalhando ou mesmo por um colega de trabalho. Obedece a um programa preestabelecido e atende a uma ação sistemática, visando à rápida adaptação da pessoa ao trabalho. Pode ser aplicado a todos os níveis ou setores da organização.

Como bem afirma Reichel (2008), conclui-se que o setor de treinamento, quando conectado com o planejamento estratégico, atinge suas funções básicas, que envolvem alguns tipos de mudança de comportamento em seus talentos:

  • transmissão de informação – aumentar os conhecimentos;

  • desenvolvimento de habilidades – melhorar as habilidades e destrezas;

  • desenvolvimento ou modificação de atitudes – melhorar ou modificar comportamentos;

  • desenvolvimento de conceito – desenvolver ideias para pensar no estratégico.